Receba Novidades

Receba as novidades por e-mail:



terça-feira, 27 de maio de 2008

O Departameto Jurídico deve capacitar os colaboradores da empresa?

Capacitar os colaboradores, por meio de palestras e informativos, em conceitos jurídicos e legislação aplicáveis ao dia-a-dia dos negócios da empresa, gera maior produtividade dos advogados do Departamento Jurídico, pois os clientes internos informados e treinados podem lidar, autonomamente, com questões jurídicas singelas sem necessidade de dirigi-las à aprovação da área jurídica. Em conseqüência disso, o tempo dos advogados internos pode ser direcionado à solução de problemas jurídicos complexos e de maior relevância para a empresa.

Cada empresa necessitará customizar seus treinamentos em conformidade com o escopo de seu negócio. Podem ser citados exemplos de treinamentos para elucidar a questão: explicar as espécies de contratações que a empresa está sujeita; realizar um workshop sobre as novas alterações da Lei das S/A; elaborar cartilhas com explicações de conceitos (e.g. o que é ONG? O que é contrato? O que é associação? O que é fundação?).

Observação importante: o treinamento dos clientes internos deve ser constante, pois o “turnover” (= entrada de novos colaboradores e saída de antigos colaboradores) da empresa gera uma parcela constante de empregados sem treinamento.

4 comentários:

JSilveira disse...

Estamos de pleno acordo. A título de exemplo, aproveitamos, preservamos e valorizamos aqui uma sistemática janela de tempo concedida - pela área de treinamento e desenvolvimento - para participarmos do amplo treinamento de ambientação introdutória dos novos colegas no âmbito corporativo.

Nessas oportunidades, demonstradas de grande proveito, são expostos - à vista das demandas concretamente enfrentadas - tanto os limites mínimos do comportamento moral previsto e praticado nos termos da regulamentação disciplinar quanto debatidos o Código de Ética da Organização e outros direitos/deveres, à vista dos resultados jurídicos observados quanto às políticas institucionais da Empresa no âmbito comercial, operacional e financeiro, respectivamente.

Lucas Cassiano disse...

Excelente iniciativa Silveira! Ministrar treinamentos com regularidade aos colaboradores, tais como o de vocês possibilita uma atuação pró-ativa da área jurídica, pois clintes internos instruídos sabem quais condutas podem ou não fazer.

Abraço

Daniel Arci disse...

Na coordenação jurídico de uma empresa com aproximadamente 700 funcionários, posso afirmar que o treinamento torna-se imprescindível para o bom andamento do próprio staff jurídico corporativo, sendo certo a redução das interferências diárias causadas por outros departamentos e que na maioria das vezes envolvem questões simples, mas que atrapalham na atuação concentrada em assuntos de maior relevância.

Lucas Cassiano disse...

Exato Daniel! O tempo ministrado em treinamento afasta as pequenas questões do jurídico sobrando mais tempo aos advogados internos para suas atividades principais e importantes.

Abraço